Não é novidade que o Brasil é um país burocrático, com uma legislação extensa e que muda a todo instante. Mas agora sabemos que em média uma companhia nacional gasta 1.958 horas ao ano para quitar todas as suas obrigações tributárias! Este resultado confere ao Brasil o título de país em que mais se gasta tempo em burocracia tributária, conforme ranking feito com 190 economias constante no relatório Doing Business 2018.

Doing Business é um projeto do Banco Mundial que mede, analisa e compara as regulamentações aplicáveis às empresas e o seu cumprimento em 190 economias e cidades selecionadas nos níveis subnacional e regional.

Segundo Otaviano Canuto, representante do Brasil no Banco Mundial, a má colocação no Doing Business significa desperdício e produtividade menor do que a que poderia ser alcançada, uma vez que mão-de-obra e recursos materiais das empresas são usados em coisas que não agregam valor.

Este cenário de pouca produtividade e geração de valor é justificado pelo temor de divergências na área fiscal que, por menor que sejam, podem acabar causando problemas na CND, débitos e até autuações fiscais. Infelizmente, pela nossa experiência e casos já atendidos, sabemos que não é raro que até grandes companhias acabem deixando passar algum detalhe, independente das horas de trabalho alocadas em atividades alheias ao seu foco estratégico.

O excesso de burocracia e a lentidão na aprovação de reformas microeconômicas fazem com que o Brasil tenha uma posição historicamente baixa no ranking, atrás de países como Albânia, Botswana, Marrocos, Nepal e Namíbia. Entre o mesmo estudo de 2016 e o divulgado recentemente, o Brasil conseguiu reduzir em 80 horas o tempo gasto na burocracia tributária, porém o movimento ainda é insuficiente para tirar o país do primeiro lugar.

 

Você pode conferir nesse link: http://portugues.doingbusiness.org/~/media/WBG/DoingBusiness/Documents/Annual-Reports/English/DB2018-Full-Report.pdf  o relatório completo do Doing Business.

 

Fonte: https://exame.abril.com.br/brasil/brasil-e-pais-em-que-mais-se-gasta-tempo-em-burocracia-tributaria/